kim walachai produtora de conteudo

Como Convencer Qualquer Pessoa sem Mentir

Já pensou em formas de como convencer qualquer pessoa sem precisar manipular ou mentir? Através do Poder de Persuasão isso se torna simples e fácil!

Para que o seu negócio tenha sucesso em meio a tanta competição existente na internet é preciso que haja um bom planejamento de vendas; essencial para a estruturação do seu negócio online.

Contudo, não é preciso ser especialista em vendas para conseguir atrair mais clientes e aumentar seu faturamento.

Em suma, basta analisar formas de como convencer qualquer pessoa, de forma honesta – de que realmente vale a pena comprar seu produto.

Ademais, para que isso seja possível é necessário que haja o Poder de Persuasão, que nada mais é que, técnicas de convencimento para garantir o sucesso de seu negócio online.

Leia também: “O que é Procrastinar? Como se livrar deste hábito?”

Como obter maior crescimento de vendas com o Poder de Persuasão?

Primeiramente, persuasão consiste em uma estratégia de comunicação que se utiliza de recursos mentais para induzir alguém a aceitar uma ideia ou realizar alguma ação através dela.

Todavia, os recursos mentais e argumentos utilizados para persuadir alguém nem sempre são legítimos. Por isso, é importante ter cuidado quando o assunto são vendas online.

Um vendedor de produto digital, a partir do momento que deseja aprender como convencer qualquer pessoa a adquirir seu produto, se torna inteiramente responsável sobre como aquele produto será apresentado a possíveis compradores.

Portanto, é de suma importância que o Poder de Persuasão seja utilizado de forma verdadeira, sem mentir ou acrescentar atributos inexistentes ao produto; algo que pode acabar com a credibilidade, tanto do vendedor quanto do produtor, fazendo com que as vendas caiam ou até mesmo, se tornem problemas judiciais.

kim walachai produtora de conteudo

Afinal, como convencer qualquer pessoa sobre qualquer coisa?

Primeiramente, para se utilizar do poder de persuasão é preciso que fique claro o “tipo de pessoa” que irá se interessar e comprar seu produto, no Marketing Digital, chamamos essa pessoa específica de “Persona”.

Além disso, é necessário fazer uma análise do Funil de Vendas para que o produto seja apresentado da forma correta para sua Persona, fazendo com que suas vendas aumentem consideravelmente.

Você vai gostar de saber: “Como Criar Persona sem ter Clientes?”

Então como convencer qualquer pessoa sem precisar manipulá-la?

Para que isso seja possível separamos algumas dicas práticas envolvendo o Poder de Persuasão – assim você irá convencer qualquer pessoa sem mentir.

  • Crie uma necessidade: É preciso mostrar para a pessoa que ela tem alguma necessidade que precisa ser suprida; seu cliente precisa entender que seu produto realmente irá ajudá-lo em diversos planos da vida, incluindo desde às necessidades básicas, psicológicas, sociais – até às que envolvem autorrealização e crescimento pessoal.
  • Crie escassez: Sendo um dos gatilhos mentais mais importantes para a venda de produtos; a escassez torna o consumo daquele produto emergencial, mostrando para a pessoa que ela precisa daquilo o mais rápido possível, caso contrário ficará sem. A escassez pode ser criada a partir de quantidades limitadas de produtos ou prazos promocionais que acabarão em pouco tempo.
  • Utilize de Prova Social: Nada mais eficiente que mostrar para o consumidor que o produto que ele está comprando já foi testado e aprovado por outros consumidores; isso pode ser feito através de depoimentos, avaliações do produto, comentário em redes sociais, apoio de influenciadores digitais e selos de confiança.
  • Seja consistente: Segundo o psicólogo Robert B. Cialdini, consistência é sinônimo de estabilidade e confiança, tornando discursos consistentes extremamente atraentes. É importante ser verdadeiro e confiante em suas afirmações sobre o produto para que suas vendas aumentem de forma honesta.

Essas são apenas algumas dicas de como convencer pessoas e fazer com que o seu Negócio Digital tenha mais sucesso, mostrando às pessoas que seu produto realmente vale a pena ser adquirido.

Quer receber mais dicas como essa para impulsionar suas vendas online? Junte-se a nós e assine nosso blog (é grátis) para não perder nada!

kim walachai produtora de conteudo

Público-Alvo: O que é e como definir o seu?

Se você acompanha nosso blog, decerto, já leu um de nossos artigos mais populares “Como criar Persona sem ter Clientes”. Hoje, no entanto, vamos falar de algo que, eventualmente, acaba sendo confundido com a persona: o público-alvo.

Toda vez que você ouve falar em Marketing, logo aparece alguma referência ao público-alvo e à importância de defini-lo corretamente para o sucesso de suas estratégias.

Inegavelmente, o público-alvo faz parte do seu planejamento estratégico de Marketing e é, de fato, uma das etapas mais importante desse processo.

O que é Público-Alvo?

O Público-Alvo é aquela parcela do mercado que você deseja atender.

Ademais, é possível definir públicos diferentes para produtos diferentes, nesse sentido, chamamos de segmentação de mercado (ou ainda, segmentação de público).

A ideia é definir um Público-Alvo para a sua marca e desenvolver ofertas exclusivas para esse público.

Por meio de diferentes estratégias sua empresa consegue personalizar as ações de marketing, referente a um ou mais, grupos de indivíduos. 

Exemplos de Público-Alvo:

  1. Pessoas com mais de 60 anos, nas faixas de renda B e C, que gostam de viajar, conhecer lugares novos e fazer novas amizades (agência de viagem e pacotes turísticos);
  2. Amantes de jogos de aventura, com qualquer idade e de variadas faixas de renda, e que, valorizam o realismo dos gráficos e animações (indústria de videogames);
  3. Mulheres jovens, das faixas de consumo A e B, que valorizam um estilo de vestir que combine sofisticação e simplicidade (marca de moda e estilo).

Qual a importância de ter um Público-Alvo bem definido?

Em alguns casos, determinar o Público-Alvo é o primeiro passo da construção de sua estratégia de Marketing.

Em outras situações, ele é definido com base nas necessidades atendidas por um produto já existente, assim como em seus atributos e benefícios.

O mais importante nisso tudo, é fazer com que fique claro o alinhamento entre a sua proposta de valor e as expectativas de consumo de quem você escolheu para atender. Sendo que, a proposta de valor é tudo àquilo que faz parte da sua oferta, visando beneficiar de alguma forma a vida das pessoas. Isso pode incluir:

  • Portfólio de produtos;
  • Embalagem e rótulo;
  • Identidade visual e design;
  • Tom de voz e estilo da marca;
  • Comunicação e linguagem;
  • Proposta de atendimento;
  • Preço;
  • Canais de comunicação, atendimento e vendas;
  • Distribuição e conveniência.

Tudo isso é construído com base no conhecimento que você tem do seu próprio negócio, do mercado, da concorrência e, obviamente, do seu Público-Alvo.

Ao analisar essas quatro variáveis, você construirá um posicionamento de mercado, que é a maneira como sua marca será percebida pelas pessoas.

Ao encontrar o posicionamento correto, você estará dando o primeiro passo para conquistar o seu público específico.

Como definir e segmentar o seu?

Para ter um público engajado e bem definido, é preciso alinhar alguns aspectos.

Em primeiro lugar, sua empresa precisa se basear num estudo de mercado. Por meio de fatores, como por exemplo, a demanda, a concorrência e como as tendências de consumo são ponderadas.

É por meio desse estudo prévio, que sua empresa conseguirá identificar as oportunidades.

O estudo de mercado faz parte do planejamento estratégico, assim como o estudo do consumidor. Quando nos referimos a consumidor, estamos falando de um universo amplo, que inclui todas as pessoas que consomem bens e serviços dentro de um determinado espaço geográfico.

É preciso analisar quais são os perfis de consumo, como e onde as pessoas compram, quais são suas necessidades e expectativas, valores, crenças e estilo de vida.

Para isto, você pode começar se fazendo as seguintes perguntas:

  • Por que as pessoas irão se beneficiar de seu produto ou serviço?
  • Quem são essas pessoas e onde elas estão?

Em seguida, pode analisar os seguintes critérios:

  • Qual o gênero dessas pessoas?
  • Qual a média de idade?
  • O que elas mais gostam de fazer (hobbies)?
  • São solteiras, casadas, com ou sem filhos?
  • Quanto essas pessoas ganham?

Ademais, ao definir o Público-Alvo, você também fará o levantamento do tamanho desse público, tanto em número de consumidores, quanto em potencial de geração de volume de vendas, sem se esquecer de levantar o tamanho e a participação da concorrência.

Por fim, você estruturará toda a sua proposta de valor para atender e superar as expectativas desse público, garantindo, com isso, o sucesso do seu empreendimento.

Ficou com alguma dúvida? Deixe seu comentário que nós iremos responder!

Bons negócios e até breve!