kim walachai produtora de conteudo

Fiz o Cadastro do Auxílio Emergencial no Primeiro Dia e ainda está em Análise

“Fiz o Cadastro do Auxílio Emergencial no Primeiro Dia e ainda está em Análise. Quando vou receber?” Confira as últimas atualizações a respeito do benefício.

Embora muitas pessoas já estejam frustradas com essa situação, a boa notícia é que a Dataprev desbloqueou mais uma remessa de pagamentos.

Inesperadamente, muitos brasileiros se uniram na internet em torno de um só mantra: “Fiz o cadastro do Auxílio Emergencial no Primeiro Dia e ainda está em Análise, quando vou receber?”

Obviamente, que é mais do que justa essa indignação. Pois, algumas famílias não estão conseguindo manter suas necessidades básicas e dependem desse auxílio para sobreviver ao cenário atual.

Leia também: “Caixa Tem Não Funciona em Iphone”

Fiz o cadastro do Auxílio Emergencial no Primeiro Dia e ainda está em Análise, quando vou receber?

Ontem, terça-feira, dia 21/04 – a empresa Dataprev, responsável pelo processamento de dados do governo, liberou um novo lote de cadastros feitos por trabalhadores informais e MEIs que têm direito ao auxílio. Mas que até então, estavam com o status do pedido em análise.

Em função disso, mais de 9,9 milhões de pessoas que se cadastraram a partir do dia 07 de abril, irão receber o auxílio emergencial de R$600,00 nos próximos dias.

Contudo, a data de pagamento para esse novo lote ainda não foi divulgada. Sendo que, deverá ser anunciada pela Caixa Econômica Federal ainda no final dessa semana. Mas, acredita-se que as duas parcelas do benefício sejam liberadas de uma só vez para essas pessoas.

Como fica a situação de quem teve o Auxílio Negado ou errou no cadastro?

De acordo com a Caixa Econômica, o Aplicativo do Auxílio Emergencial passou a permitir a contestação do resultado. Portanto, nesse sentido, quem teve o auxílio negado ou errou no cadastro poderá recorrer da decisão.

Ainda segundo a Caixa, desde a última segunda-feira, dia 20, o App do benefício já estava possibilitando a alteração no cadastro ou a contestação do resultado da análise realizada pela Dataprev.

Nesse hiato, tanto àqueles que se inscreveram pelo site, como àqueles que se cadastraram pelo aplicativo, podem recorrer a decisão.

Isso diz respeito, sobretudo, aos trabalhadores informais, desempregados e MEIs. Mas também vale para inscritos no Cadastro Único que têm direito ao benefício.

Por isso, se você está no grupo de quem fez o Cadastro do Auxílio Emergencial no Primeiro Dia e ainda está em Análise, consulte agora mesmo o resultado do seu benefício, pois ele pode estar nesse lote que acabou de ser aprovado!

Em caso de dúvidas ligue para 111 – telefone da CAIXA destinado aos beneficiários do Auxílio Emergencial.

Leia também: “Auxílio Emergencial Banco Santander”

Compartilhe esse conteúdo com quem precisa receber essa informação!

kim walachai produtora de conteudo

Sou MEI e Não Recebi Auxílio Emergencial

“Sou MEI e não recebi o Auxílio Emergencial”. Por que está demorando tanto? O que fazer caso a solicitação seja rejeitada ou reprovada? Saiba mais!

Como já era de se esperar, o Auxílio Emergencial de R$600,00 disponibilizado pelo Governo Federal está dando o que falar!

A saber que, a princípio, a lista de quem teria direito ao benefício, bem como, das datas de pagamento – que até então, foi objetiva e clara – no decorrer dos dias, foi ficando confusa e bastante desorganizada.

Acontece que, obviamente não seria nada fácil realizar o pagamento para milhões de pessoas em tempo recorde. Ainda mais, diante de tantas mudanças dentro e fora do governo.

Sem contar que o avanço da COVID-19 em todo o país, por si só, já causa tamanha turbulência!

No entanto, muitos trabalhadores informais e MEIs, que até então, seriam os primeiros assegurados pelo Auxílio Emergencial, até agora não conseguiram receber o benefício.

Como resultado, muitas famílias estão sofrendo pela ausência de assistência básica.

Leia também: “Auxílio Emergencial Banco Santander”

Por que sou MEI e não recebi o Auxílio Emergencial?

O benefício destinado para pessoas de baixa renda e profissionais que não possuem CLT, já deveria ter sido pago para milhões de brasileiros.

Contudo, de acordo com os dados divulgados pelo Portal do Sebrae, apenas 36% dos MEIs se enquadram nos critérios para o recebimento do benefício.

Sendo que, o destaque vai para àqueles trabalhadores que recebem até 3 salários mínimos por família (R$3.135) e que não tiveram rendimentos tributáveis acima de R$28.559,70 no ano de 2018.

Todavia, esse último critério está por cair.

Nesse sentido, falta apenas a aprovação do Senado para derrubar de uma vez por todas, essa exigência, que particularmente, não existe fundamento algum!

Portanto, se você recebeu mais de R$28.559,70 no ano de 2018, pode estar com o status do benefício ‘em análise’, justamente, porque o Senado ainda não votou na emenda.

Mas, os deputados garantem que o resultado da votação deverá ser anunciado ainda na semana que vem. Onde a expectativa é de que haja uma aprovação total contra o critério inicial colocado pelo governo.

Outras possibilidades

A empresa Dataprev, responsável pela análise dos dados requerentes ao benefício, informou que ainda falta analisar mais de 15 milhões de registros feitos através do site e/ou aplicativo disponibilizado pela Caixa Econômica Federal.

Ou seja, muita gente ainda, sequer, teve o cadastro analisado.

Contudo, a empresa garante que a resposta para esses cadastros sairá na semana que vem.

O governo também anunciou que depositou o auxílio para 11,2 milhões de pessoas na última sexta-feira dia 17 de abril. Sendo que, 4,5 milhões de pessoas ainda receberão o benefício, porém não existe uma data exata para esses pagamentos.

Em suma, trabalhadores que estão se perguntando “Sou MEI e não recebi o Auxílio Emergencial”, podem respirar aliviados.

Pois, de acordo com o governo, todos receberão seus auxílios, desde que atendam as exigências mínimas, ou seja, renda familiar de até R$3.135 ou R$522,50 por pessoa.

O que fazer em caso de Rejeição ou Reprovação do Cadastro?

No último dia 14, a Caixa Econômica anunciou que irá disponibilizar um canal em suas plataformas para que pessoas que tiveram o benefício rejeitado ou reprovado, possam pedir uma nova análise, a fim de acelerar o recebimento do ‘coronavoucher’.

Isso vale para quem errou o preenchimento do cadastro ou esqueceu de incluir alguma informação relevante!

Entretanto, esse canal ainda não existe. Afinal, a Dataprev ainda não terminou de analisar todos os pedidos.

Para quem está com o status do pedido em análise, o governo lamenta o atraso na validação e, reafirma que o prazo inicial de 5 dias úteis após cadastramento no aplicativo ou site, se mantém como sendo uma estimativa.

A Caixa Econômica, por sua vez, pede paciência (sabemos que não é fácil) e instrui que os usuários continuem acompanhando as atualizações do seu pedido através do aplicativo ou site.

Compartilhe esse conteúdo com seus amigos MEIs e trabalhadores informais!

Além disso, comente aqui se você já recebeu seu benefício ou se ele continua em análise.