kim walachai produtora de conteudo

Como Convencer Qualquer Pessoa sem Mentir

Já pensou em formas de como convencer qualquer pessoa sem precisar manipular ou mentir? Através do Poder de Persuasão isso se torna simples e fácil!

Para que o seu negócio tenha sucesso em meio a tanta competição existente na internet é preciso que haja um bom planejamento de vendas; essencial para a estruturação do seu negócio online.

Contudo, não é preciso ser especialista em vendas para conseguir atrair mais clientes e aumentar seu faturamento.

Em suma, basta analisar formas de como convencer qualquer pessoa, de forma honesta – de que realmente vale a pena comprar seu produto.

Ademais, para que isso seja possível é necessário que haja o Poder de Persuasão, que nada mais é que, técnicas de convencimento para garantir o sucesso de seu negócio online.

Leia também: “O que é Procrastinar? Como se livrar deste hábito?”

Como obter maior crescimento de vendas com o Poder de Persuasão?

Primeiramente, persuasão consiste em uma estratégia de comunicação que se utiliza de recursos mentais para induzir alguém a aceitar uma ideia ou realizar alguma ação através dela.

Todavia, os recursos mentais e argumentos utilizados para persuadir alguém nem sempre são legítimos. Por isso, é importante ter cuidado quando o assunto são vendas online.

Um vendedor de produto digital, a partir do momento que deseja aprender como convencer qualquer pessoa a adquirir seu produto, se torna inteiramente responsável sobre como aquele produto será apresentado a possíveis compradores.

Portanto, é de suma importância que o Poder de Persuasão seja utilizado de forma verdadeira, sem mentir ou acrescentar atributos inexistentes ao produto; algo que pode acabar com a credibilidade, tanto do vendedor quanto do produtor, fazendo com que as vendas caiam ou até mesmo, se tornem problemas judiciais.

kim walachai produtora de conteudo

Afinal, como convencer qualquer pessoa sobre qualquer coisa?

Primeiramente, para se utilizar do poder de persuasão é preciso que fique claro o “tipo de pessoa” que irá se interessar e comprar seu produto, no Marketing Digital, chamamos essa pessoa específica de “Persona”.

Além disso, é necessário fazer uma análise do Funil de Vendas para que o produto seja apresentado da forma correta para sua Persona, fazendo com que suas vendas aumentem consideravelmente.

Você vai gostar de saber: “Como Criar Persona sem ter Clientes?”

Então como convencer qualquer pessoa sem precisar manipulá-la?

Para que isso seja possível separamos algumas dicas práticas envolvendo o Poder de Persuasão – assim você irá convencer qualquer pessoa sem mentir.

  • Crie uma necessidade: É preciso mostrar para a pessoa que ela tem alguma necessidade que precisa ser suprida; seu cliente precisa entender que seu produto realmente irá ajudá-lo em diversos planos da vida, incluindo desde às necessidades básicas, psicológicas, sociais – até às que envolvem autorrealização e crescimento pessoal.
  • Crie escassez: Sendo um dos gatilhos mentais mais importantes para a venda de produtos; a escassez torna o consumo daquele produto emergencial, mostrando para a pessoa que ela precisa daquilo o mais rápido possível, caso contrário ficará sem. A escassez pode ser criada a partir de quantidades limitadas de produtos ou prazos promocionais que acabarão em pouco tempo.
  • Utilize de Prova Social: Nada mais eficiente que mostrar para o consumidor que o produto que ele está comprando já foi testado e aprovado por outros consumidores; isso pode ser feito através de depoimentos, avaliações do produto, comentário em redes sociais, apoio de influenciadores digitais e selos de confiança.
  • Seja consistente: Segundo o psicólogo Robert B. Cialdini, consistência é sinônimo de estabilidade e confiança, tornando discursos consistentes extremamente atraentes. É importante ser verdadeiro e confiante em suas afirmações sobre o produto para que suas vendas aumentem de forma honesta.

Essas são apenas algumas dicas de como convencer pessoas e fazer com que o seu Negócio Digital tenha mais sucesso, mostrando às pessoas que seu produto realmente vale a pena ser adquirido.

Quer receber mais dicas como essa para impulsionar suas vendas online? Junte-se a nós e assine nosso blog (é grátis) para não perder nada!

kim walachai produtora de conteudo

Customer Success: Atividades e Principais Implicações

O Customer Success tem como objetivo assegurar que os clientes de uma determinada empresa terão uma boa experiência em seus negócios.

Embora os conceitos de sucesso do cliente (Customer Success) e experiência do cliente sejam antigos, foi há relativamente pouco tempo que cada um deles passou a contar com metas, atividades, orçamento e até um número de funcionários exclusivamente dedicados à função.

Os clientes de todas as empresas passam por uma “jornada” que descreve seu progresso no processo de trabalho com seu fornecedor.

Em suma, essa jornada do cliente geralmente é dividida em vários estágios, como por exemplo, conscientização, consideração, seleção e retenção.

Em princípio, um cliente típico passará por esses estágios, do começo ao fim, à medida que progridem no relacionamento com o fornecedor.

Nesse sentido, a cada estágio dessa jornada, o cliente interage com o fornecedor e, essas interações são frequentemente chamadas de pontos de contato.

Portanto, o Customer Success é um gerenciamento focado no relacionamento da empresa com o cliente. Em síntese, é preciso alinhar as metas do cliente com as metas estabelecidas pela empresa, a fim de que ambos sejam mutuamente beneficiados.

Leia também: “Benchmarking: O que é e como aplicar em seu negócio”

kim walachai produtora de conteudo

Customer Success | Fatores Importantes de suas Atividades

Em cada ponto de contato, o cliente pode passar por uma experiência positiva, negativa ou neutra.

Por exemplo, ele pode achar o vendedor, particularmente, útil e receptivo durante o estágio de Consideração – ou seja, pode considerar essa etapa uma experiência positiva.

Mas, eventualmente, o cliente pode achar as instalações de suporte de autoatendimento complicadas e demoradas para usar durante o estágio de Retenção – como resultado disso, irá considerar essa, como sendo uma experiência negativa.

À medida que o cliente encontra esses diferentes pontos de contato, ele “aumenta sua experiência geral” de ser um cliente desse fornecedor.

Em última análise, o que podemos dizer é que o total de todos esses encontros são a jornada completa do cliente.

Nesse hiato, é a materialização do caminho pelo qual ele passa e que, por sua vez, informa a experiência geral que esse cliente terá ao longo de suas negociações com o fornecedor.

Experiência do cliente como uma função horizontal

O Gerenciamento da Experiência do Cliente é, por definição, o processo capaz de “medir, analisar e (o mais importante) melhorar” essa experiência.

Como a jornada do cliente é tão longa que cobre tantas funções comerciais diferentes dentro da empresa do fornecedor, o papel do “ Customer Success ” é essencial.

Esse profissional é efetivamente responsável por melhorar todos os aspectos da jornada do usuário, desde a primeira vez em que ele toma conhecimento do nome da marca, até o o fechamento da compra.

A função do Customer Success e de seu departamento, pode ser descrita como “horizontal” e “de suporte”, no sentido de cruzar várias funções corporativas, como P&D, marketing, vendas, etc., e desempenhar um papel de apoio a essas funções, ainda que não estejam diretamente relacionadas com o atendimento ao cliente,

Por fim, podemos dizer que profissional de Customer Success, por vezes, é tido como “o advogado dos clientes”. Afinal, eles estão lá para representar os interesses do cliente e para ajudar todas as funções “verticais” a se tornarem mais amigáveis.

A satisfação do cliente é essencial para o crescimento de qualquer negócio

Não importa quão grande seja sua equipe de vendas, poucas empresas podem crescer de maneira significativa ou sustentável, confiando simplesmente na prospecção de novos clientes.

Ou seja, é fundamental nutrir o bom relacionamento com os “velhos consumidores”.

Pois, para que o crescimento ocorra, quase todas as empresas precisam repetir negócios com sua atual cartela de clientes. Portanto, é necessário que haja renovações.

Em linhas gerais, toda empresa precisa considerar as oportunidades de upsell e vendas cruzadas com clientes já cadastrados em sua base de dados.

Conclusão

O papel do Customer Success é maximizar o valor que os clientes percebem, tanto dos produtos, como dos serviços adquiridos em sua empresa.

Talvez, essa seja sua principal tarefa, sobretudo, considerando que esse é um aspecto crítico nos empreendimentos modernos. Afinal, é para isso que existe a concorrência, não é mesmo?

Ficou com alguma dúvida? Deixe seu comentário, pois ele é muito importante para nós.

kim walachai produtora de conteudo

Atendimento Online: 7 Dicas Para Conquistar Clientes Durante e Depois da Pandemia

O atendimento online em tempos de coronavírus (COVID-19) tornou-se peça-chave no volume de vendas, já que as lojas físicas estão fechadas. Saiba como melhorar esse aspecto em seu negócio.

O COVID-19 é o causador da pandemia que começou este ano. Em apenas alguns dias todo o comércio foi fechado no país e as lojas passaram a recorrer ao atendimento online.

Para não diminuir tanto o volume de vendas é essencial implementar um atendimento de qualidade.

Somente dessa forma os clientes irão optar por adquirir produtos ou serviços com você, ou sua empresa.

É importante ressaltar que a concorrência online é grande, então é preciso investir em qualidade.

Leia também: “Isolamento Social: 7 Aprendizados para Carreira”

7 Dicas Para Conquistar Clientes Durante e Depois da Pandemia

Confira a seguir, algumas ações que contribuem para um excelente atendimento virtual:

#1 – Atributos como simpatia e clareza são essenciais durante o atendimento online

Não há nada mais eficiente na conquista de clientes durante um atendimento online, do que simpatia e clareza nas ideias.

O cliente deve sentir que não está sendo enganado ou que o vendedor está querendo tirar alguma vantagem dele com as “letras miúdas”.

Portanto, sempre busque esclarecer as dúvidas e optar por uma linguagem de fácil entendimento.

#2 – Gere Credibilidade

Empresas que já tem um nome forte no mercado possuem grande credibilidade e os clientes confiam sem pensar duas vezes.

Mas e quando o empreendimento não é de uma grande marca?

Nesse caso é sempre importante enfatizar as credibilidades, títulos, padrões de qualidade, política da empresa e coisas do gênero.

É fundamental que o cliente entenda que há toda uma equipe engajada em fazer o melhor possível para atender o consumidor, sobretudo, no que se refere ao atendimento online.

#3 – Mostre que o atendimento online é personalizado 

Há uma dica muito interessante sobre como conquistar pessoas: chamá-las pelo nome. Tanto que, uma pesquisa revela que chamar a pessoa pelo nome aumenta o hormônio do amor.

Quando você chama alguém pelo seu nome (principalmente quando acaba de conhecê-la), ela se sente importante de alguma forma.

O atendimento online deve focar na personalização do atendimento, buscando valorizar o cliente de forma individual.

Sentindo-se importante aos olhos da empresa, as chances do possível consumidor, efetivamente, adquirir o produto ou serviço é muito maior.

#4 – Escute o que o cliente têm a dizer

É comum que os vendedores “atropelem” os clientes quando estes, aparecem com alguma dúvida ou queixa.

O recomendado é não ficar na defensiva: deixe o cliente falar e expressar todas as suas dúvidas ou insatisfações.

Ouvir o que ele têm a dizer mostra que a empresa realmente está disposta a solucionar as dúvidas ou queixas.

#5 – Esteja preparado para defender o seu produto no atendimento online

Para que seja possível cumprir com o que foi dito acima, é imprescindível que toda a equipe saiba defender o seu produto.

Estar por dentro de todas as vantagens, funcionalidades e tudo o que envolve o produto ou o serviço, é fundamental.

Quando o vendedor fala de algo com propriedade, isso traz credibilidade e o cliente confia naquilo que ele está dizendo.

Aprender com situações onde não se sabe ao certo como esclarecer questões e/ou dúvidas para o cliente, também é importante, pois evita que aconteça novamente.

#6 – Ofereça produtos ou serviços de qualidade

Mesmo que o atendimento online seja impecável e que um possível cliente se torne um consumidor fiel, é fundamental que o produto ou serviço oferecido seja de qualidade.

As expectativas do cliente (perante tudo o que foi dito no atendimento) devem ser atendidas para que ele volte a consumir (seja no período de quarentena ou quando ele acabar).

#7 – Aposte na fidelização de clientes

Há uma ferramenta muito interessante na fidelização de clientes: o e-mail marketing.

O e-mail marketing, consiste em enviar mensagens periodicamente, com informações, novidades, promoções e etc.

Ao fazer uma primeira compra costuma-se pedir o e-mail para o cliente e, é nesse momento que a empresa tem acesso ao seu endereço virtual.

O atendimento online é fundamental para atrair clientes e aumentar o fluxo de caixa da empresa durante a pandemia.

Mas entenda que, somente a entrega de produtos de qualidade, um atendimento de excelência e uma boa estratégia de fidelização, fará com que seus clientes consumam constantemente de sua empresa (e não apenas nesse momento de crise pandêmica).

Por falar em estratégia de fidelização, você já leu nosso artigo sobre “Conteúdo Digital”? Nele explicamos qual a importância de entregar um conteúdo de valor para sua audiência, e como somente através do conteúdo é possível encantar clientes e fidelizá-los para sempre!

Compartilhe esse conteúdo em seu Facebook e continue acompanhando nossas publicações aqui no blog.

Abraços e Sucesso!

kim walachai produtora de conteudo

Marketing Pessoal: Dicas e Exemplos

A melhor forma de começarmos a falar de Marketing Pessoal é definindo o que é Marketing, que por sua vez, é uma disciplina estratégica de negócios, cujo propósito é aproximar pessoas de empresas, marcas e produtos, com a finalidade de criar condições para que ocorram transações comerciais satisfatórias para ambas as partes.

Sendo assim, o Marketing é um processo ativo da criação e desenvolvimento de produtos, assim como estabelece os caminhos para que esses últimos, sejam adequadamente comunicados e entregues ao consumidor.

Você também pode gostar de ler: “Mulheres Empreendedoras: Histórias que inspiram”

Conceito e exemplos de Marketing Pessoal

Como transferir esse conceito para o Marketing Pessoal?

Tendo como base, a definição primária de Marketing, pode-se dizer que Marketing Pessoal é uma visão de nós mesmos como produto, porém com um objetivo a ser alcançado: a famosa autopromoção.

Exemplo: Pensemos, pois, em uma entrevista de emprego.

Diante da equipe de recrutamento, nós somos verdadeiros vendedores. Estamos vendendo nossos conhecimentos, nosso temperamento e nossas habilidades. É preciso, portanto, que saibamos comunicá-los.

Não obstante, esse momento, na verdade, é apenas uma etapa de um longo processo, que começa por reconhecer oportunidades com as quais nos identifiquemos e nos prepararmos para elas.

Em outras palavras, dedicamos muito tempo investindo em formação e qualificação profissional, além de desenvolvermos um padrão de comportamento que seja adequado à situação e, que nos favoreça na concorrência com outros candidatos.

Em síntese, o Marketing Pessoal está em tudo que fazemos.

Quer outro exemplo?

Quando frequentamos um determinado meio, geralmente, adotamos comportamentos bastante apreciados pelas pessoas daquele ambiente em específico.

Isso inclui o modo de vestir, a forma de se expressar e o interesse por coisas que façam parte da realidade daquele grupo.

kim walachai produtora de conteudo

7 Dicas para Melhorar seu Marketing Pessoal

Há algumas dicas que são universais, não importa em qual situação você tenha que promover a sua imagem.

Então, para deixarmos um pouco as teorias e definições, vamos exercitar um pouco a prática?

#1 – Aprecie e Adote seu Próprio Estilo

Seu estilo é sua marca pessoal e distingue você na multidão.

O modo de se vestir, o jeito de falar, o senso de humor e até o seu conteúdo pessoal são itens que compõem o seu estilo. Portanto, foque em ser quem realmente é, e orgulhe-se disso! Mas, não esqueça que para chegar ao topo, é preciso estar em constante evolução!

#2 – Pratique a Autocrítica

Ouça o que dizem as outras pessoas, mas, preste muito mais atenção ao que diz o espelho.

Nesse sentido, essa dica é uma continuidade da anterior. Lembre-se de que teimosia não é estilo nem personalidade.

Você pode e deve mudar se isso for bom para você, afinal, é preciso ter humildade para reconhecer que todos nós somos imperfeitos e podemos sempre melhorar.

#3 – Explore as Oportunidades

Observe como o mundo é vasto, cheio de conhecimento e experiências esperando por você.

Expanda-se! Estude e procure por conhecimento.

O melhor Marketing Pessoal é aquele que você faz o que diz! E quando você consegue falar de vários assuntos diferentes com alguma propriedade, as pessoas, geralmente, se encantam!

#4 – Cause uma Boa Primeira Impressão

Aquele bordão que diz que, “a primeira impressão é a que fica”, é comprovado cientificamente.

Sendo assim, capriche no visual, não precisa cometer excessos, o que pode parecer forçado e surtir efeito contrário. Mas, seja sempre gentil!

#5 – Cumpra com o Prometido e, se possível, Surpreenda

Da mesma forma que você espera que uma empresa ou produto, cumpram suas promessas de venda, cumpra também as suas.

Em tudo que fizer, não decepcione, pelo contrário, surpreenda oferecendo sempre mais do que foi combinado.

#6 – Cuidado com as Redes Sociais

Evite exposição excessiva, pois nas redes sociais tudo pode ser usado para acabar com a sua reputação.

Sem reputação, acabou o Marketing Pessoal. Por isso, é essencial manter seu relacionamento com as redes sociais saudável e, nunca; jamais, abusivo!

#7 – Esforce-se para Melhorar sua Comunicação

Procure observar se sua forma de se expressar é agradável, se você é claro no que diz e se suas conversas atingem os objetivos. Caso não, ouça mais, aprenda a fazer perguntas e a ficar em silêncio em determinados momentos.

Ainda que ligeiras, essas dicas são essenciais e têm ajudado muita gente por aí!

Lembre-se que, investir em Marketing Pessoal é um o primeiro passo para se tornar um grande profissional!

Esse conteúdo te ajudou de alguma forma?

Deixe seu comentário, pois é muito importante para nós!

Além disso, continue acompanhando nossas publicações aqui no blog!

Um forte abraço e sucesso! 

kim walachai produtora de conteudo
kim walachai produtora de conteudo

Como Vender pelo Instagram: Melhor que Receita de Bolo

Se você tem um negócio em crescimento, precisa aprender como vender pelo Instagram. Afinal, a plataforma já conta com 1 bilhão de usuários em todo o mundo e você não pode ficar fora dessa!

Embora o Instagram tenha nascido em 2010, e na época não aparentasse muitas ambições – tendo como principal objetivo o compartilhamento de imagens com os amigos – atualmente, tem se revelado um poderoso aliado dentro das estratégias de Marketing Digital de muitas empresas.

Primeiramente, porque a plataforma já possui mais de 1 bilhão de usuários ativos. Segundo, porque mais de 25 milhões de empresas em todo o planeta anunciam dentro do Instagram, agitando o mundo dos negócios.

Receba nosso conteúdo em primeira mão! Se torne um assinante! É GRÁTIS!

Qual a vantagem de vender pelo Instagram?

E se você não sabe ao certo qual a vantagem de vender pelo Instagram, fique de olho nos números!

De acordo com dados da própria plataforma:

  • 85% dos usuários usam o Instagram para descobrir novos produtos;
  • 84% das pessoas fazem pesquisa de produtos e serviços dentro da rede;
  • 83% dos usuários decidem o que comprar através dos perfis do Instagram;
  • 73% de nós acompanham suas marcas preferidas por lá;
  • 72% das pessoas interagem com pelo menos um influenciador digital, que está na plataforma.

Como colocar minha empresa no Instagram?

Se você anda se fazendo essa pergunta, saiba que o primeiro passo é acessar a página do Instagram for Business.

Essa é a ferramenta da plataforma destinada aos negócios.

Através dela sua empresa consegue divulgar inúmeras informações importantes, tal como:

  • Telefone ou WhatsApp;
  • Endereço;
  • Website da empresa;
  • Descrição sobre o negócio.

Mas, não é só isso!

Quem possui uma conta comercial no Instagram consegue ter acesso a uma série de dados relevantes para a análise de campanhas dentro da rede. Como por exemplo:

No entanto, para ter acesso a todas essas funções, é preciso ter uma conta comercial no Facebook (isso porque o tio Mark Zuckerberg comprou o Instagram em 2012). Nós temos um artigo que ensina como criar uma fanpage no Facebook, é só clicar aqui!

Sabendo disso, vamos ao passo a passo para criar o perfil da sua empresa no Instagram:

  • Acesse o menu de configurações do Instagram;
  • Clique em “Alternar para Perfil Comercial”;
  • Defina a fanpage do Facebook que será associada ao seu perfil no Instagram;
  • Deixe sua conta como “Pública” e não “Privada”, do contrário seus seguidores não poderão ver suas publicações antes de decidir se irão ou não, seguir sua conta na rede;
  • Feito isso, clique em “Editar Perfil”;
  • Vá até “Opções de Contato” e deixe disponível suas informações de contato e/ou um botão de ação;
  • Em seguida, altere as informações sobre a empresa (é só preencher, incluindo a imagem do perfil). Não esqueça de colocar o site da sua empresa na biografia, pois é através dele que os clientes irão chegar até você;
  • Por fim, clique em “Concluído”.
kim walachai produtora de conteudo

Como ter mais visibilidade no Instagram?

Ano passado escrevi um tutorial ensinando como ganhar seguidores reais no Instagram, recomendo a leitura para continuar acompanhando as próximas dicas.

Contudo, existem algumas outras coisas que poderão ser feitas para impulsionar sua conta no início da estratégia:

Crie interações com os usuários

Comece seguindo outras contas, sobretudo, usuários que seguem seus concorrentes.

Digamos que esse ‘truque’ é um mecanismo para atrair seguidores de forma totalmente orgânica. Visto que, quando você começa a seguir pessoas que se interessam por conteúdos semelhantes aos que você têm a oferecer, as chances de te seguirem de volta são bem maiores!

Publique regularmente

Não tem como fugir!

Assim como é importante investir em artigos para blog, é fundamental produzir conteúdo para as redes sociais.

Vou deixar o link de um infográfico que fala sobre o impacto das redes sociais em seu negócio. Confira!

Use o Stories para vender pelo Instagram

A função Stories foi lançada pela plataforma em meados de 2016. E de lá para cá, ela simplesmente fez a cabeça de muita gente (acho que de todo mundo que usa o Instagram).

Ela é ideal para divulgar publicações, materiais ricos (como e-books, cursos e vídeos), imagens de bastidores, lançamento de novos produtos etc.

Ao utilizar o Stories sua empresa consegue se aproximar dos seguidores, pois a ferramenta oferece funções essenciais de captação e nutrição de leads. Como por exemplo:

  • Criação de enquetes para saber mais sobre os hábitos e comportamento dos clientes;
  • Caixa de perguntas para tirar dúvidas e responder objeções;
  • Função ‘bate-papo’ para iniciar conversas sobre temas relacionados à marca;
  • Transmissões ao vivo para promover eventos e discussões.

Mas, vale ressaltar que a função Stories fica disponível por até 24 horas, podendo ser ‘salva’ por tempo indeterminado, se você transformá-la em um ‘destaque’ do perfil.

Procure usar hashtags com alto volume de postagem

Dentro do Instagram existem as famosas #hashtags – termo específico + o símbolo de cerquilha (#), que por sua vez, são muito importantes na plataforma.

Isso porque, elas reúnem todas as postagens que aplicaram o mesmo termo, em uma única página.

Em suma, quando você cria uma publicação e insere um termo seguido da cerquilha, sua postagem aparece para usuários que possuem interesse nesse assunto específico.

Para uma empresa isso é extremamente essencial, afinal, se você vende um produto ou serviço, precisa que pessoas interessadas em seu segmento, procurem e encontrem por você.

Faça um sorteio ou um concurso para vender pelo Instagram

Por fim, minha dica é: ofereça algo gratuitamente!

E se você estiver pensando “nossa, que absurdo”, saiba que seus concorrentes estão à frente do seu tempo!

Quando você cria um sorteio ou um concurso, faz com que diversos usuários se interessem em participar. Essa ação aumenta sua base de seguidores, que passa a interagir cada vez mais com seu perfil.

Para os algoritmos do Instagram, isso simboliza que sua conta possui relevância, o que por consequência, eleva sua autoridade na rede!

Como vender pelo Instagram: Dicas Práticas e Fáceis de Seguir

Agora que você já sabe como aumentar sua visibilidade no Instagram, vamos às dicas de como vender pelo Instagram:

Insira Chamadas para Ação em todas as publicações

As “CTAS” são imprescindíveis em qualquer estratégia de Marketing Digital. Por meio delas, os clientes se ‘encorajam’ a tomar alguma decisão relacionada ao seu conteúdo.

Aposte em frases que atraia a atenção de quem está visualizando suas postagens. Como por exemplo:

  • “Acesse o link da bio”;
  • “Clique duas vezes nessa imagem”;
  • “Salve esse conteúdo para ler novamente”;
  • “Compartilhe com um amigo”.

Publique vídeos em sua timeline

O formato de vídeo é o que possui maior engajamento nas redes sociais. 

Através dele você consegue captar a atenção dos usuários, podendo redirecioná-lo para outras páginas fora do Instagram.

Pode ser um vídeo institucional ou mesmo, um single promovendo a marca. O que importa é investir nessa ideia!

Promova seu perfil para vender pelo Instagram

Anuncie com o Instagram Ads, pois sem ele, dificilmente suas publicações terão um grande alcance.

Ele é essencial para complementar sua estratégia de tráfego orgânico!

Existem três formatos de anúncios dentro do Instagram:

  • Carrossel de fotos;
  • Retargeting para campanhas no Facebook ;
  • Patrocinado.

Use textos curtos e imagens atraentes

Minha última dica pode ser contestada por muita gente, afinal, não existe um consenso quanto ao tamanho da descrição das imagens publicadas.

No entanto, o Instagram continua sendo uma plataforma de forte apelo visual, onde a maioria das pessoas que estão lá, querem desfrutar de belas imagens.

Portanto, não fique criando textos enormes, sem antes ter certeza de que a imagem ou o vídeo que será publicado, está devidamente bem produzido!

Bom, por hoje é isso!

Espero ter ajudado e conto com sua ajuda também!

Se você gostou desse conteúdo e se ele contribuiu para sua estratégia de alguma forma, curta e compartilhe em suas redes sociais 🙂

Ah, e volte aqui mais vezes, pois nosso objetivo é produzir conteúdo de qualidade para pessoas engajadas como você!

kim walachai produtora de conteudo

Abraços

kim walachai produtora de conteudo

Análise Swot: O que é e como fazer?

A análise SWOT (strengths / weakenesses / opportunities / trheats), é mais conhecida aqui no Brasil como análise FOFA (forças, oportunidades, fraquezas e ameaças). Ela é uma ferramenta de planejamento estratégico bem simples, no entanto, muito completa.

Sua aplicação é destinada, principalmente, a avaliar a viabilidade de um projeto. Além disso, ela consegue apontar pontos específicos que podem requerer medidas complementares, a fim de que a navegação da empresa no ambiente competitivo seja mais segura e bem-sucedida.

Imagine um general à frente de um exército, com a incumbência de vencer uma batalha. Com base em quê, ele tomará a decisão de atacar? Sem dúvida, ele precisará identificar:

  • Quais são as oportunidades que podemos usar para ganhar a batalha com o mínimo de perdas materiais e humanas;
  • Se nossos recursos materiais e humanos são suficientes para empreendermos a batalha com amplas condições de vencer;
  • Quais são os riscos oferecidos pelas diversas variáveis que precisamos driblar, conter ou mitigar;
  • Quais são as nossas fraquezas que podem ser exploradas pelo inimigo.
kim walachai produtora de conteudo

A estratégia é o produto da análise de Swot

Diante das respostas acima, a empresa desenvolverá suas estratégias globais, visando, sobretudo, a proteção dos recursos dos investidores.

Em outras palavras, isso quer dizer que podemos estar diante de boas oportunidades de mercado. No entanto, se os riscos são altos e não gerenciáveis, assim como faltam recursos essenciais para iniciar a atividade de forma competitiva, o melhor é que o empreendimento seja adiável, sob o risco de acabarmos sucumbindo ante nossas fraquezas e ante as ameaças.

Se, por outro lado, temos recursos para enfrentar os desafios e boa capacidade de gestão de riscos, é possível que o melhor caminho seja prosseguir.

Eis no que consiste a importância da análise de Swot enquanto ferramenta estratégica. Ela será capaz de apontar a viabilidade do negócio. Caso seja viável, apontará caminhos para que você consiga:

  • Explorar as melhores oportunidades;
  • Identificar quais os pontos fortes, com o intuito de melhor explorá-los, bem como, conhecer seus pontos fracos, para obter recursos humanos e materiais capazes de eliminar as fraquezas;
  • Identificar claramente as ameaças ao sucesso do empreendimento, de modo a poder avaliar quais medidas podem ser tomadas para neutralizá-las ou, ao menos, estar preparado para enfrentá-las.

Oportunidades

No mundo dos negócios, as oportunidades, são aquelas situações que podem ser exploradas pela empresa para obter crescimento e lucros.

Um bom exemplo de oportunidade é a crescente demanda por políticas de reciclagem de resíduos sólidos. A coleta, tratamento e direcionamento desses resíduos para a indústria, é a atividade chave do processo de reciclagem.

Como há uma crescente demanda, decorrente da necessidade de preservação do meio ambiente e dos recursos naturais, cada vez mais a indústria procura a matéria-prima reciclada, o que implica em grande oportunidade para quem pretende explorar essa atividade econômica.

Uma vez que é identificada essa oportunidade, a empresa fará um estudo de viabilidade estratégica e econômica, procurando identificar se ela é real, com base:

  • No tamanho do mercado;
  • No tamanho e grau de sofisticação da concorrência;
  • Na participação de mercado dos players atuais;
  • Na margem de lucro do setor;
  • Etc.

Forças

As forças são os recursos e atributos da empresa. Pode ser um produto inovador, desenvolvido pelos engenheiros, pode ser a equipe com alta capacitação, assim como o prestígio da marca junto ao público consumidor.

São as forças que impulsionarão a empresa para frente, e determinarão se uma empresa tem capacidade e diferenciais competitivos para enfrentar concorrentes diretos e indiretos.

Fraquezas

As fraquezas estão relacionadas aos pré-requisitos de projeto, e a capacidade da empresa de preenchê-los de forma satisfatória e com alto grau de capacidade competitiva.

Você pode constatar que explorar o mercado de Aparas para reciclagem é realmente uma grande oportunidade, mas a questão é saber para quem. Se a sua empresa não tem nenhuma expertise, instalações ou equipamentos, assim como o core business atual não tem nenhuma relação com essa atividade, tudo indica que não seria uma boa ideia.

No entanto, se a empresa tiver uma excelente condição financeira, com dívida reduzida, capital de giro e lucros recorrentes, pode ser que valha a pena investir para transformar as fraquezas em forças.

Ameaças

Você já deve ter ouvido falar em gestão de riscos. Consiste em identificar os riscos inerentes à sua atividade e tomar medidas preventivas para evitar que as ameaças se transformem em danos ao negócio e prejuízos financeiros.

Por exemplo, o proprietário de uma frota de caminhões de transporte de cargas, está ciente de que o roubo de cargas no Brasil é uma ameaça iminente, portanto, deve adotar medidas para evitar que a ação de ladrões ocorra. Tal como, isso não sendo possível, ao menos deve garantir que não haja prejuízos financeiros decorrentes do evento, tanto para a transportadora, quanto para o fabricante ou distribuidor.

Da mesma forma, se uma empresa de engenharia civil tem trabalhadores que operam em situações de risco, deve tomar todas as medidas para protegê-los da ameaça representada por acidentes de trabalho. Afinal, além do fator humano, a empresa terá que arcar com o custo da reposição da mão de obra e de possíveis indenizações. Sem contar com as penalidades decorrentes da omissão frente às normas de segurança do trabalho.

Portanto, as ameaças são identificadas para que sejam neutralizadas, ou ainda, que sejam equacionadas.

Como fazer análise de Swot?

Apesar da importância da análise de Swot no planejamento estratégico, ela é muito simples de fazer.

Basta você traçar a imagem de um quadrado ou retângulo e dividi-lo em quatro quadrantes.

Nos quadrantes superiores você relaciona as Forças e Oportunidades.

Nos quadrantes inferiores, você deve relacionar as Fraquezas e Ameaças.

O produto da criação dessa matriz tão simples, é uma visão estratégica do seu negócio, que ajudará a orientar os seus próximos passos.

Espero ter respondido a dúvida sobre o que é análise de Swot e qual a sua importância no processo de planejamento estratégico.

Mas caso você queira saber algo além do que foi dito aqui, deixe seu comentário.

kim walachai produtora de conteudo

E se esse conteúdo te ajudou, compartilhe com um amigo!

Abraços e sucesso!